Domingo, 24 de Março de 2019 (66) 98439-2784
informe o texto a ser procurado

Notícias / Economia

04/06/2018 | 11:27

Bayer anuncia o fim da marca Monsanto

Repórter Agro com G1

 

O grupo alemão dos setores farmacêutico e agroquímico Bayer anunciou nesta segunda-feira (4) que suprimirá a marca Monsanto depois de comprar a empresa americana de sementes e pesticidas.

A Bayer informou que pretende completar a compra da Monsanto em 7 de junho por um valor próximo a US$ 63 bilhões. O grupo alemão afirmou que recebeu todas as autorizações necessárias das agências reguladoras.

"Bayer continua sendo o nome da empresa. Monsanto como nome de empresa não será mantido", afirma um comunicado divulgado pelo grupo alemão.

As marcas dos produtos vendidos pela Monsanto, no entanto, serão mantidas. O grupo alemão não apresentou nenhuma justificativa par a supressão do nome Monsanto.

Bayer planeja fechamento da aquisição da Monsanto em 7 de junho

A Bayer planeja concluir a aquisição da Monsanto em 7 de junho, após o recebimento de todas as aprovações exigidas pelas autoridades regulatórias. "A aquisição da Monsanto é um marco estratégico para o fortalecimento de nosso portfólio de negócios líderes em saúde e nutrição. Dobraremos o tamanho de nosso negócio agrícola e criaremos um motor líder de inovação na agricultura, permindo atender melhor nossos clientes e liberando o potencial de crescimento de longo prazo no setor", disse Werner Baumann, presidente do Conselho de Administração da Bayer AG.

A Bayer anunciou sua intenção de adquirir a Monsanto em maio de 2016 e assinou um contrato com a empresa norte-americana no valor de US$ 128 por ação em setembro de 2016. Atualmente, isso corresponde a um custo total de aproximadamente US$ 63 bilhões, levando em consideração as dívidas pendentes da Monsanto em vigor em 28 de fevereiro de 2018. Em conexão com o abrangente processo de aprovação regulatória, a Bayer concordou com o desinvestimento de negócios que geraram EUR 2,2 bilhões em vendas em 2017 por um preço-base de compra agregado de EUR 7,6 bilhões. Incluindo a Monsanto e levando em consideração os desinvestimentos, os negócios de saúde e agricultura teriam sido praticamente iguais em tamanho em 2017, com vendas totais pro forma de cerca de EUR 45 bilhões, incluindo as vendas combinadas da Crop Science, de cerca de EUR 20 bilhões. Em 2017, as duas empresas juntas empregavam aproximadamente 115 mil pessoas, incluindo os desinvestimentos.

A aquisição deve gerar valor significativo. A Bayer espera uma contribuição positiva ao lucro básico por ação a partir de 2019. A partir de 2021, essa contribuição deverá ser de dois dígitos percentuais. Além disso, ajustadas de acordo com o efeito dos desinvestimentos, a partir de 2022 a Bayer espera que as sinergias proporcionem contribuições anuais de US$ 1,2 bilhão ao EBITDA antes de itens especiais.

Para adquirir a Monsanto, a Bayer obteve um financiamento inicial de US$ 57 bilhões. Conforme anunciado em setembro de 2016, esse montante está sendo refinanciado por meio de uma combinação de operações de ações e dívidas, algumas das quais já foram concluídas. A medida final de equidade será uma questão de direitos, que foi anunciada ontem.

A Bayer se tornará a única acionista da Monsanto a partir de 7 de junho. De acordo com a aprovação condicional do Departamento de Justiça dos Estados Unidos, a integração da Monsanto com a Bayer pode ocorrer assim que os desinvestimentos para a BASF forem concluídos. Isso deve ocorrer em aproximadamente dois meses. "Nos preparamos diligentemente para a integração ao longo dos dois últimos anos. Nossa ampla experiência na integração de outras grandes empresas provou que podemos e seremos bem-sucedidos", disse Baumann.

O nome da empresa continuará sendo Bayer. Monsanto não será mais um nome de empresa. Os produtos adquiridos manterão suas marcas e farão parte do portfólio da Bayer.

Oferta completa de tecnologias e soluções inovadoras

"Inovação é essencial para produzir alimentos mais saudáveis, seguros e acessíveis de uma forma mais sustentável para uma população em crescimento. A combinação das duas empresas nos permitirá entregar mais inovação de forma mais rápida e fornecer soluções adaptadas às necessidades dos agricultores em todo o mundo", explicou Liam Condon, integrante do Conselho de Administração da Bayer e presidente da Divisão Crop Science. "No futuro, nossas equipes nos laboratórios e no campo poderão abordar a inovação de maneira mais holística à medida que lidamos com os enormes desafios que enfrentamos na agricultura."

Incluindo a Monsanto e considerando os desinvestimentos acordados, o investimento total em P&D da Bayer em 2017 teria sido de aproximadamente EUR 5,7 bilhões. Desse montante, EUR 2,4 bilhões teriam sido gastos nos negócios agrícolas combinados em base pro forma.

Compromisso reforçado com sustentabilidade e responsabilidade

A Bayer está plenamente consciente da responsabilidade que ocupar uma posição de liderança na agricultura acarreta. A empresa continuará a fortalecer ainda mais seu compromisso na área de sustentabilidade. Como líder, a Bayer está totalmente comprometida em manter os mais altos padrões éticos e de responsabilidade, fortalecendo o acesso à saúde e nutrição e reduzindo ainda mais sua pegada ambiental. "Aplicaremos o mesmo rigor para atingir nossas metas de sustentabilidade que aplicamos para alcançar nossas metas financeiras", disse Baumann.

A Bayer também está comprometida em melhorar ainda mais seu engajamento com os stakeholders. "Nosso objetivo é aprofundar nosso diálogo com a sociedade. Ouviremos nossos críticos e trabalharemos juntos onde encontrarmos consenso. A agricultura é importante demais para permitir que diferenças ideológicas paralisem o progresso. Temos que conversar entre nós e ouvir uns aos outros. Essa é a única maneira de construir pontes."

Sobre a Bayer

A Bayer é uma empresa global com competências em Ciências da Vida nas áreas de agricultura e cuidados com a saúde humana e animal. Seus produtos e serviços são desenvolvidos para beneficiar as pessoas e melhorar sua qualidade de vida. Além disso, a companhia objetiva criar valor por meio da inovação. A Bayer é comprometida com os princípios do desenvolvimento sustentável e com suas responsabilidades sociais e éticas como uma empresa cidadã. Em 2017, o Grupo empregou cerca de 99 mil pessoas e obteve vendas de € 35 bilhões. Os investimentos totalizaram € 2.4 bilhões e as despesas com Pesquisa & Desenvolvimento somaram € 4.5 bilhões. Para mais informações, acesse www.bayer.com.br.

Quando concluir acordo nesta semana, Bayer irá aposentar nome Monsanto

LOGO REUTERS

FRANKFURT (Reuters) - A alemã Bayer finalizará a aquisição da Monsanto por 63 bilhões de dólares na quinta-feira e também aposentará o nome de 117 anos do fabricante de sementes dos Estados Unidos.tr

A farmacêutica alemã recebeu todas as aprovações necessárias das autoridades reguladoras, disse em um comunicado nesta segunda-feira.

"A Bayer continuará a ser o nome da empresa. A Monsanto não será mais o nome da companhia. Os produtos adquiridos manterão suas marcas e se tornarão parte do portfólio daBayer", afirmou.

A Bayer lançou uma emissão de direitos de 6 bilhões de euros (7 bilhões de dólares) no domingo, peça fundamental do pacote de financiamento para o acordo, logo após a eliminação da última grande barreira antitruste nos Estados Unidos.

O acordo é o primeiro de um trio de grandes fusões entre empresas dos EUA e da Alemanha a ser concluído em um momento de duras críticas do presidente dos EUA, Donald Trump, ao superávit comercial da Alemanha com os Estados Unidos.

A T-Mobile US, da Deutsche Telekom, planeja se fundir com a Sprint por 26 bilhões de dólares, enquanto os fabricantes de gases industriais Linde e Praxair também estão tentando se unir.

Esperava-se que Bayer se livrasse do nome da empresa-alvo. A Monsanto, a maior - embora não a única - fabricante de sementes geneticamente modificadas, tem sido um para-raios para a oposição dos ambientalistas à tecnologia.

O fabricante de sementes dos EUA também recebeu críticas por perseguir seus direitos de propriedade intelectual com agricultores, muitos dos quais dependem de suas sementes, mais agressivamente do que seus pares.

"Nosso objetivo é aprofundar nosso diálogo com a sociedade. Vamos ouvir nossos críticos e trabalhar juntos, onde encontrarmos um terreno comum. A agricultura é importante demais para permitir que as diferenças ideológicas paralisem o progresso", disse o presidente-executivo daBayer, Werner Baumann.

As unidades indianas listadas separadamente pelas empresas, Bayer CropScience Ltd. e Monsanto India Ltd., continuarão operando independentemente por enquanto, disse a Bayer em comunicado separado.

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

Desenvolvido por Investing.com
Resumo Técnico fornecido por Investing.com Brasil.
 
Sitevip Internet