Terça-feira, 27 de Outubro de 2020 (66) 98428-3004
informe o texto a ser procurado

Notícias / Agronegócios

09/10/2020 | 14:42

"Melhor caminho é a ciência", diz ministra sobre soja em fevereiro

Declaração foi dada durante reunião com a diretoria executiva da Aprosoja/MT, produtores e pesquisadores

AGROLINK -Eliza Maliszewski

Foto: Reprodução:

Nesta quinta-feira (8) a ministra da Agricultura, Tereza Cristina, recebeu a diretoria executiva da Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso (Aprosoja), produtores rurais e comunidade científica para uma reunião sobre a polêmica do plantio de soja fora do calendário oficial em Mato Grosso.Ela recebeu um dossiê da pesquisa científica que comprova o mês de fevereiro como melhor data de plantio para semente para uso próprio, com benefícios ambientais, fitossanitários, e econômicos, se comparado a dezembro. No estado o plantio tem como limite 31 de dezembro definido por Instrução Normativa estadual.

O ministério vai analisar a documentação da pesquisa que já está no segundo ano. “Também apresentamos o apoio de mais de 30 sindicatos mato-grossenses”, explicou o presidente da Aprosoja-MT, Antonio Galvan. 

VEJA: MT: produtores são a favor de soja em fevereiro

Segundo ele Tereza Cristina sinalizou que “o melhor caminho é a ciência” e são as pesquisas que vão definir ou não a viabilidade. A comunidade científica foi representada na reunião pelo professor, PhD em fitopatologia, Laércio Zambolim, da Universidade Federal de Viçosa e pelo professor, Fernando César Juliatti, da Universidade Federal de Uberlândia, que chancelaram a Pesquisa científica encomendada pela Aprosoja. 

“Há viabilidade técnica para produção de soja em fevereiro, com inúmeras vantagens para os produtores e ao meio ambiente. Essa calendarização tem que ser ajustada e eu estou aqui para dar todo apoio a este projeto da Aprosoja, que é nosso, de todo Brasil”, pontuou Zambolim. “Soja no Brasil é questão de segurança nacional. E logicamente este ajuste na calendarização precisa ser feito para atender o setor produtivo que mantém esse país. Esse ajuste é importante porque não adentra ao vazio sanitário”, explanou o professor Juliatti.

A entidade defende a questão com afinco e pontua que a demanda partiu dos associados que entendem que fevereiro é a melhor data para plantio de semente para uso próprio. A pesquisa já foi publicada em uma revista científica internacional no Canadá. A pesquisa é intitulada “Análise Comparativa de Severidade de Ferrugem-asiática em Soja Semeada em Dezembro e Fevereiro em Mato Grosso, Safra 2018/2019”, publicada no Centro Canadense de Pesquisa e Educação, no Jornal de Agricultura e Ciência (Vol. 12, No. 9; 2020. ISSN 1916-9752 E-ISSN 1916-9760).

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

Desenvolvido por Investing.com
Resumo Técnico fornecido por Investing.com Brasil.
 
Sitevip Internet