Terça-feira, 7 de Dezembro de 2021 (66) 98428-3004
informe o texto a ser procurado

Notícias / Agronegócios

06/09/2021 | 14:19

Açúcar no BR continua escalada de alta depois de recorde nominal registrado pelo Cepea em agosto

Redação Repórter Agro com Notícias Agricolas

Açúcar no BR continua escalada de alta depois de recorde nominal registrado pelo Cepea em agosto

Foto: Reprodução.

Depois de terminar o mês de agosto com recorde nominal no último dia útil, a R$ 137,36 (US$ 26,54) a saca de 50 kg, os preços do açúcar cristal seguem subindo neste mês de setembro, chegando a R$ 138,01 a saca na última sexta (03), segundo o Cepea.

De acordo com Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea, da Esalq/USP), além da baixa oferta, agentes da indústria, embalagens e atacadistas se interessaram em fechar negócios no spot de SP, aumentando a liquidez nos últimos dias.

O volume de açúcar vendido (spot e contratos) pelas usinas de açúcar de SP nesta safra (abril até julho) é 6% menor que o comercializado no mesmo período do ano passado, como resultado de uma produção menor no Centro-Sul, segundo a União da Indústria de Cana-de-Açúcar (Unica).

BOLSA DE LONDRES

Sem sua principal referência de negócios, a Bolsa de Nova York, fechada por conta do feriado do Dia do Trabalho nos Estados Unidos, o açúcar branco em Londres encerrou a sessão desta segunda-feira (06) com cotações próximas da estabilidade.

O principal vencimento no terminal londrino registrou alta de 0,04%, cotado a US$ 506,90 a tonelada.

O mercado do adoçante tem oscilado nos últimos dias e seguiu essa movimentação nesta segunda de olho nas perspectivas de oferta escassa na safra global 2021/22 com impactos do clima na produção do Brasil, maior exportador da commodity.

Os preços do açúcar subiram mais de 50% nos últimos 12 meses, de acordo com dados do Commerzbank. "O principal fator que impulsionou o aumento nas últimas semanas foi a produção brasileira, que foi atingida primeiro pela seca e depois também pela geada", disse o banco.

Por outro lado, há alguma pressão sobre os preços do adoçante com melhores expectativas com o clima para a safra 2022/23 no Centro-Sul do Brasil. Além disso, no financeiro, o petróleo recuava moderadamente nesta tarde, impactando no etanol.

"A próxima safra do CS está parecendo um pouco melhor do que esta...", destacou em comentário semanal nesta segunda-feira a corretora Marex Spectron.

A demanda também está no radar do mercado, principalmente com relação a variante Delta da Covid-19. "Os meses restantes de 2021 ficaram mais pessimistas porque a demanda para o resto de 2021 caiu tanto quanto a oferta", disse a Marex.

ETANOL

O Indicador do etanol hidratado CEPEA/ESALQ - São Paulo teve valorização de 1,15% na última semana, a R$ 3,2245 o litro, enquanto que o anidro avançou 0,90%, a R$ 3,8188 o litro.a

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

Desenvolvido por Investing.com
Resumo Técnico fornecido por Investing.com Brasil.
 
Sitevip Internet