Imprimir

Imprimir Notícia

19/05/2022 | 14:40

Soja cai no Sul seguindo Chicago

No estado do Rio Grande do Sul, a colheita ainda não voltou e preços recuam com forte queda na Bolsa de Chicago, de acordo com informações divulgadas pela TF Agroeconômica. “A colheita não retomou devido à umidade e os negócios, assim como nas últimas semanas seguem se arrastando, com vendas sempre abaixo de 5.000 toneladas, demonstrando o baixo interesse dos produtores nos preços atuais”, comenta.
 
“No interior, após dia de quedas os preços ficaram mais parados hoje, com apenas a região de Passo fundo marcando quedas de 0,52%, valor equivalente a R$ 1,00/saca, o que levou o preço a R$ 193,00. Quando as demais regiões, os preços permaneceram parados, fazendo com que as posições de Ijuí, Cruz Alta e Santa Rosa permanecessem no valor de R$ 194,00 pela saca”, completa.
 
Sem variações nos preços ou negócios em Santa Catarina. “Após dia de leve queda, Santa Catarina volta a se estabilizar, apesar de alguma volatilidade ter sido vista especialmente pelo lado do dólar que abriu consideravelmente mais barato. O dia terminou sem variações no porto de São Francisco do Sul. Ademais, as ideias do produtor seguem onde estiveram antes, vendas acima de R$ 200,00, os negócios que saem nos valores atuais são mínimos”, indica.
 
Com dólar e CBOT se anulando mutuamente, os preços permaneceram inalterados no Paraná. “O interior marcou quedas gerais e variadas, com Ponta Grossa sendo o mais fortemente atingido ao perder 1,53%, valor equivalente a R$ 3,00/saca. Demais posições perderam R$ 1,00/saca, com Cascavel e Maringá indo a R$ 178,00 e Pato Branco indo a R$ 177,00”, conclui.
 
 Imprimir