Imprimir

Imprimir Notícia

20/03/2024 | 10:31

Milho: Mercado da B3 com foco no clima

O foco no clima durante a safrinha de milho prossegue e os vencimentos fecharam mistos nesta terça-feira, segundo informações divulgadas pela TF Agroeconômica. “Após o cenário de baixa no dia de ontem, o foco no clima da safrinha seguiu na atenção dos traders, que fecharam vencimentos em curto prazo em alta, médio e longo prazo (setembro/24 e subsequentes) em baixa”, comenta.

“Nas notícias que embalaram o mercado, permanece a preocupação sobre o risco climático da safrinha, haja visto que há possibilidade, de acordo com modelos meteorológicos, de novas secas no mês de abril. Diante deste quadro, as cotações futuras fecharam em posições mistas: o vencimento de maio/24 foi de R$ 61,58 apresentando alta de R$ 0,63 no dia, baixa de R$ 1,21 na semana; julho/24 fechou a R$ 61,07, alta de R$ 0,13 no dia, baixa de R$ 0,47 na semana; o vencimento setembro/24 fechou a R$ 61,85, baixa de R$ 0,26 no dia e baixa de R$ 1,05 na semana”, completa.

Em Chicago o milho fechou em alta com demanda pelo grão norte-americano. “A cotação de maio24, referência para a nossa safra de verão, fechou em alta de 0,80 % ou $ 3,50 cents/bushel a $ 439,50. A cotação para julho24, fechou em alta de 0,78 % ou $ 3,50 cents/bushel a $ 452,25”, indica.

“As cotações do cereal voltaram a ter algum impulso positivo com os bons dados de exportação americana. Apesar da grande disponibilidade de grãos nos EUA, os embarques totais estão acima do ano anterior. A redução sazonal dos embarques de milho no Brasil, onde os portos estão dando preferência para a soja, abrem espaço para o grão americano no mercado internacional. Chuvas na Argentina podem atrasar a colheita do milho no país e também deram suporte à cotação”, conclui.
 
 Imprimir