Sábado, 25 de Maio de 2024 (66) 98428-3004
informe o texto a ser procurado

Notícias / Agronegócios

12/04/2024 | 15:25

Grupo Tissot recebe autorização judicial para Recuperação Financeira em Querência

Por Compre Rural.

Grupo Tissot recebe autorização judicial para Recuperação Financeira em Querência

Imagem Ilustrativa

Foto: Banco de Imagens

O juiz Renan Leão, da 4ª Vara Cível de Rondonópolis, deferiu o pedido de recuperação judicial do Grupo Tissot, com sede em Querência, que acumula uma dívida de R$ 122 milhões desde 2020. A decisão, proferida no início de abril, autoriza também que as empresas recebam o pagamento pelos grãos vendidos e desbloqueiem valores em uma conta bancária.

O advogado Antônio Frange Júnior, representante do Grupo Tissot, explicou que a crise teve início em 2020, com a pandemia, e se agravou em 2021 devido ao aumento dos custos de produção, insumos e combustíveis, o que reduziu os lucros das empresas.

Na decisão, o juiz nomeou um administrador para fiscalizar o processo e apresentar relatórios mensais. Além disso, determinou a suspensão das ações e cobranças em andamento, exceto as de natureza trabalhista, execuções fiscais e processos que demandam quantia ilíquida.

As empresas têm 60 dias para apresentar um plano de recuperação judicial, sujeito à aprovação dos credores. Antônio Frange Júnior solicitou também que as empresas Agrícola Alvorada S/A, ADM do Brasil e Cargil Agrícola paguem os mais de 2,5 milhões de reais pela soja comprada. O juiz determinou que essas empresas efetuem o pagamento em até cinco dias, na conta judicial vinculada ao processo de recuperação judicial.

Renan Leão também ordenou que o Banco do Brasil libere R$ 20,7 mil retidos para compensar seu crédito em até cinco dias. Ele ressaltou que os bancos credores não podem retirar valores das contas das empresas em processo de recuperação judicial, conforme a antecipação da blindagem deferida anteriormente.

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

Desenvolvido por Investing.com
Resumo Técnico fornecido por Investing.com Brasil.
 
Sitevip Internet
Fale conosco via WhatsApp